Estudo bíblico | O lugar onde todos são bem vindos

estudo bíblico sobre salvação

Agora você já conhece a história dos três trapaceiros e do sacerdote hindu sendo enganado por sua preciosa cabra. E você conhece a moral da história. Uma mentira repetida várias vezes não se transforma em verdade, mas se torna convincente.

Uma das mentiras que ouvimos hoje é que todas as religiões são iguais. Siga seu próprio caminho e você encontrará paz e satisfação. Em nossa primeira lição, observamos muitas diferenças drásticas entre o cristianismo e outras religiões. Nem todas as religiões são iguais às que nos dizem frequentemente. Eles não adoram o mesmo Deus nem têm o mesmo conceito de vida após a morte e como alcançar a salvação. Existe apenas uma maneira genuína de receber a vida eterna e é através de Jesus Cristo.

Nas próximas três mensagens, explicamos por que devemos aceitar isso como verdade. Deus é tão alto e exaltado que ninguém pode alcançá-Lo, a menos que Ele desça até nós, o que Ele fez em Jesus (Montanha muito alta para subir). Então vimos que nossa natureza pecaminosa nos separa de Deus. Existe um abismo tão amplo entre a santidade de Deus e nossa pecaminosidade que não podemos atravessar, exceto através da cruz de Cristo (o vale é profundo demais para atravessar).

Então vimos que a santidade de Deus exige que o pecado seja punido. A menos que aceitemos o caminho fornecido por Deus, acabamos no lugar do castigo eterno (o lugar para onde ninguém precisa ir).

Agora, nesta quinta e última mensagem, chegamos às melhores notícias que o cristianismo tem a oferecer: O lugar onde todos são bem-vindos.

Leitura da Bíblia: Apocalipse 21: 1-7

Então vi “um novo céu e uma nova terra”, pois o primeiro céu e a primeira terra haviam passado, e não havia mais mar. 2 Vi a Cidade Santa, a nova Jerusalém, descendo do céu por Deus, preparada como uma noiva lindamente vestida para o marido. 3 E ouvi uma voz alta do trono dizendo:

“Veja! A morada de Deus está agora entre o povo, e ele morará com eles. Eles serão o seu povo, e o próprio Deus estará com eles e será o seu Deus. 4 ‘Ele enxugará toda lágrima dos seus olhos. Não haverá mais morte, luto, choro ou dor, pois a velha ordem das coisas já passou.

5 Aquele que estava sentado no trono disse: “Estou fazendo tudo novo!” Então ele disse: “Anote isso, pois essas palavras são confiáveis ​​e verdadeiras”.

6 Ele me disse: “Está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Início e o Fim. Aos sedentos darei água sem custo a partir da fonte da água da vida. 7 Os que são vitoriosos herdarão tudo isso, e eu serei o seu Deus e eles serão meus filhos. (NIV)

Céu: Nosso Destino Final – Estudo Bíblico

Em seu livro Crescendo Forte dentro a Temporadas do Vida, o pastor Chuck Swindoll conta uma história sobre o agnóstico Thomas Huxley do século XIX (1825-1895; foi Huxley quem promoveu o darwinismo e o humanismo em seus ataques ao cristianismo). Huxley estava em Dublin e estava correndo para pegar um trem.

Ele subiu a bordo de um dos famosos treinadores a cavalo de Dublin e disse ao cocheiro: “Depressa, estou atrasado … dirija rápido”. Lá foram eles a um ritmo furioso, e Huxley recostou-se na cadeira e fechou os olhos.

Depois de um tempo, Huxley abriu os olhos e olhou pela janela para perceber que eles estavam indo na direção errada. Percebendo que ele não havia dito ao motorista para onde levá-lo, ele gritou: “Você sabe para onde está indo?”

O motorista respondeu: “Não, sua honra, mas estou dirigindo muito rápido, como você me disse para fazê-lo”.

Isn ‘ t-lo estranho e velho e irônico hábito de seres humanos para conduzir mais rapidamente quando perdemos nosso caminho?

Obviamente, esta é a imagem da vasta humanidade hoje. Em nossa vida de ritmo acelerado, estamos correndo como uma galinha com a cabeça cortada e não temos idéia para onde estamos indo. Temos todos os tipos de planos para a vida nesta terra, mas não temos idéia e nem nos importamos com aonde vamos depois dessa vida.

Poucas semanas atrás estávamos em uma pequena festa. Estávamos sentados à mesa com um jovem casal chinês. Perguntei-lhes: “Você fez planos de longo prazo?” Ele olhou para mim de olhos arregalados e hesitante disse que sim. Eu disse: “Não, quero dizer, planos de longo, muito longo prazo? Ele era muito educado e não disse nada, mas seus olhos me disseram que ele não tinha ideia do que eu estava falando e pode estar pensando que eu era maluco!

Uma menina de três anos perguntou ao pai: “Papai, quando eu nasci, como você sabia que eu era menina?” Não é uma piada, uma história da vida real! Agora você já sabe minha leitura favorita quando estou descansando naquele canto da casa todas as manhãs, o Reader’s Digest.

Uma pergunta difícil de explicar para uma criança de três anos! O pai dela começou com alguma dificuldade: “bem, querida, veja bem, quando você nasceu, você não tinha roupas …”

Antes que seu pai vá mais longe, ela exclamou: “Oh, eu sei, os meninos nascem com roupas”! (Do leitor Digest, janeiro de 2013)

Naquela idade, a menininha não percebeu que não apenas meninas, mas também meninos nascem sem roupas. Todo mundo nasce nu, não apenas fisicamente, mas espiritualmente. Não importa o quanto tentemos encobrir nossa nudez, ela não funciona, são apenas folhas de figueira e você acaba no lugar em que ninguém precisa ir.

É a graça de Deus que a Bíblia não termine com uma maldição, mas com uma bênção. A última vez que conversamos sobre o livro de Isaías. Uma mini Bíblia com sessenta e seis capítulos. Falamos sobre o último versículo: “Eles sairão e verão os corpos daqueles que se rebelaram contra mim. Seu verme não morre e seu fogo não se apaga, e eles serão repugnantes para toda a humanidade ”.

De maneira semelhante, você lembra como o Antigo Testamento termina? A última frase do Livro de Malaquias é: “… para que eu não venha e bata na terra com uma maldição” (NASB). A última palavra do Antigo Testamento é “maldição”.

Mas a boa notícia é que a Bíblia não termina com uma maldição, a Bíblia termina com uma bênção. No final do Novo Testamento, há uma promessa: “Sim, estou voltando rapidamente”. Depois, há uma oração: “Amém. Vem, Senhor Jesus ”. E bênção: “A graça do Senhor Jesus esteja com os santos”.

Para o crente, esse é o nosso destino final. Como Jesus disse aos discípulos: “Não se perturbe o seu coração, você acredita em Deus, também em mim. Na casa de meu pai há muitas mansões. Se não fosse assim, eu teria lhe dito. E eu vou preparar um lugar para você. Voltarei e levarei você para estar comigo, para que você também possa estar onde estou ”( João 14: 1-3 ).

Céu: Nosso conto de fadas se torna realidade

Você já pensou no que os contos de fadas nos ensinam? Existe alguma moral por trás de todas essas histórias imaginárias inventadas? Por que gostamos desses contos e por que os lemos para nossos filhos e netos? A maioria dos contos de fadas, nem todos, tem finais semelhantes; Todos viveram felizes para sempre! E esse é o segredo dos contos de fadas.

Eles nos asseguram a vitória final do bem sobre o mal. Há uma luta cósmica entre o bem e o mal, e o mal, na maioria das vezes, parece ter uma vantagem. Mas, em última análise, o mal será destruído; o bem triunfará e todos viveremos felizes para sempre. Os contos de fadas são apenas o reflexo desse desejo de todo coração humano.

Pense na Bíblia como um conto de fadas! Você encontrará todos os ingredientes de um conto de fadas na Bíblia. Nossos primeiros pais estavam vivendo felizes. Apreciando o belo jardim e a comunhão sem obstáculos com Deus. Então a serpente apareceu do nada e tudo mudou.

Existem mágoas e tristezas e todo tipo de problemas que enfrentamos na vida. A luta constante entre o mal e o bem e muitas vezes o mal tem vantagem.

A serpente mais tarde se torna o dragão cuspidor de fogo no último livro da Bíblia. Pense nesta história:

Um grande sinal apareceu no céu: uma mulher vestida de sol, com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça. Ela estava grávida e gritou de dor quando estava prestes a dar à luz. Então outro sinal apareceu no céu: um enorme dragão vermelho com sete cabeças e dez chifres e sete coroas em suas cabeças. Sua cauda varreu um terço das estrelas do céu e as jogou na terra.

O dragão estava na frente da mulher que estava prestes a dar à luz, para que pudesse devorar seu filho no momento em que ele nasceu. Ela deu à luz um filho. E seu filho foi arrebatado a Deus e ao seu trono. A mulher fugiu para o deserto.

Então a guerra eclodiu no céu. Michael e seus anjos lutaram contra o dragão, e o dragão e seus anjos revidaram. Mas ele não era forte o suficiente, e eles perderam seu lugar no céu.

O grande dragão foi derrubado – aquela serpente antiga chamada diabo, ou Satanás, que desencaminha o mundo inteiro. Ele foi lançado à terra e seus anjos com ele.

Quando o dragão viu que havia sido jogado na terra, perseguiu a mulher que dera à luz o menino. A mulher recebeu as duas asas de uma grande águia, para poder voar para o local preparado para ela no deserto, fora do alcance da serpente. Então, de sua boca, a serpente vomitou água como um rio, para alcançar a mulher e varrê-la com a corrente.

Mas a terra ajudou a mulher abrindo a boca e engolindo o rio que o dragão vomitou da boca. Então o dragão ficou furioso com a mulher e partiu para a guerra contra o restante de seus filhos – aqueles que guardam os mandamentos de Deus e prestam testemunho rápido de Jesus.

Finalmente, o céu se abriu com um trovão alto. O príncipe apareceu com todo o Seu esplendor, agarrou o dragão e jogou-o na cova ardente, onde sofrerá para todo o sempre. E a Noiva estará com seu príncipe e os dois viverão felizes para sempre!

Você viu aquilo? É quase como um thriller de ação rápida! História com todos os ingredientes de um conto de fadas!

Mas a principal diferença entre o conto de fadas e a história da Bíblia, é claro, é que a história da Bíblia não é um conto de fadas. E é somente através da história da Bíblia que esse desejo do coração humano pode ser cumprido. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho único, para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”, viva feliz para sempre na presença de Deus, onde há plenitude de alegria ( João 3: 16 ; Salmo 16:11 ).

Ainda vivemos em um mundo cheio de maldade, fome e doença e todo tipo de frustrações e problemas aos quais até os crentes não são imunes. O mundo ainda está sob o domínio do maligno. E, como Paulo diz, “… toda a criação tem gemido como nas dores do parto”, e nós também “que temos os primeiros frutos do Espírito gememos interiormente, enquanto esperamos ansiosamente por nossa adoção como filhos, a redenção de nós. nossos corpos ”( Romanos 8: 22-23 ).

salvação eternaA Bíblia, por um lado, fornece o caminho para cumprir o desejo do coração humano. Por outro lado, cria uma fome e uma sede que não podem ser satisfeitas nem pelas melhores coisas que este mundo tem a oferecer. Assim como os santos do Antigo Testamento, também estamos ansiosos pelo dia em que nossa “fé será vista, as nuvens serão revertidas como um pergaminho; a trombeta ressoará e o Senhor descerá ”e tudo ficará bem com nossa alma (do hino:“ Está tudo bem com minha alma ”).

O príncipe acabará por derrotar o velho dragão e levar sua princesa (noiva) para estar com ele. E a habitação de Deus estará com o Seu povo, e Ele viverá com eles e enxugará toda lágrima dos seus olhos. Não haverá mais morte, nem luto, nem choro, nem dor ( Apocalipse 21: 3-4) e seu povo viverá com Ele felizes para sempre! (Na verdade, eu gosto do conto de fadas que termina em Guajarati, que diz: “Eles comeram (o fruto da árvore da vida), beberam (do rio da vida) e reinaram (para sempre)!”

Viver feliz para sempre é um desejo inspirado por Deus de todo coração humano. Os contos de fadas são apenas o reflexo desse desejo de todo coração humano. Na vida eterna, todos os nossos anseios serão cumpridos, todas as nossas expectativas realizadas, todas as nossas esperanças realizadas.

Será como nada que já experimentamos ou até esperamos. Como CS Lewis disse, todos ansiamos por “o perfume de uma flor que não encontramos, o eco de uma música que não ouvimos, notícias de um país que nunca visitamos”. Ou, como a Bíblia diz: “Coisas que os olhos não viram e os ouvidos não ouviram, e que não penetraram no coração do homem, tudo o que Deus preparou para aqueles que O amam. Porque para nós Deus os revelou através do Espírito ”( 2 Coríntios 2: 9-10 ).

Estudo bíblico Céu: Nosso Lar Eterno

O Salmo 23 é provavelmente o salmo mais amado e familiar para todos nós. Você se lembra como esse salmo termina? “Certamente a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e eu estarei na casa do Senhor para sempre”! Enquanto eu viver nesta terra, a bondade e a misericórdia do Senhor estarão sempre comigo. E quando minha vida nesta terra terminar, tenho um lar eterno e viverei na casa do Senhor para sempre!

O céu é a casa do Senhor e nosso lar eterno. Lá, desfrutaremos de nossa comunhão sem obstáculos com o Senhor. Na Sua presença há plenitude de alegria e à Sua direita, prazeres eternos! Lá estaremos com nossos entes queridos no Senhor e nunca haverá morte nem separação. Lá, serviremos ao Senhor e O adoraremos para todo o sempre.

Você gosta da música em nossa igreja? É excelente! É celestial! Quando participei do Seminário Teológico de Dallas (1974-1978), o hino tema do seminário era Todos saudam o poder do nome de Jesus. Naquela época, o seminário não aceitava damas, apenas homens.

A inscrição naquele tempo foi de cerca de mil. Tínhamos serviço de capela todos os dias letivos. Quando cantamos aquele hino com o topo de nossas vozes com entusiasmo, as vozes de mais de mil homens encheram a capela Chafer e você pode literalmente ouvir as vigas rangendo. Ainda hoje, quando penso nisso, me dá arrepios.

Mas você ainda não viu nada! Toda vez que a porta do céu é aberta e temos um vislumbre do céu, vemos ela cheia de sons altos de louvores e adoração exuberante.

Então eu olhei e ouvi a voz de muitos anjos, numerando milhares e milhares, e dez mil vezes dez mil. Eles cercaram o trono, os seres vivos e os anciãos. 12 Em alta voz eles diziam:

“Digno é o Cordeiro, que foi morto,

para receber poder e riqueza e sabedoria e força

e honra e glória e louvor!”

Então ouvi toda criatura no céu, na terra, debaixo da terra e do mar, e tudo o que há neles, dizendo:

“Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro

seja louvor e honra e glória e poder, para todo o sempre!”

Os quatro seres vivos disseram: “Amém”, e os anciãos caíram e adoraram ( Apocalipse 5: 11-14 ).

Se você já está desanimado nesta vida, basta ler os dois últimos capítulos da Bíblia! Há muito sobre o céu nesses dois capítulos. É assim que a história termina. Se entrarmos no relacionamento com Cristo, certamente viveremos felizes para sempre.

Céu: Nossa experiência atual (continue lendo este estudo bíblico).

O céu não é apenas nosso futuro lar eterno, é nossa experiência atual. Numa escola dominical, um professor explicou cuidadosamente às crianças o plano de salvação, como ir para o céu. No final da lição, para garantir que as crianças entendessem tudo, ela perguntou: “Ok, meninos e meninas, como vamos para o céu?” Ela esperava responder algo como você tem que receber Jesus em seu coração. Mas uma garota levantou a mão e respondeu: “Você tem que morrer”!

Em certo sentido, aquela garota estava certa. Você não pode ir para o céu até morrer ou o Senhor vier para levar Sua noiva para casa. Mas essa é realmente a nossa atitude habitual em relação ao céu. Quando morrermos, iremos para o céu e desfrutaremos de todas as bênçãos do céu.

Quando um crente morre, usamos palavras como se ele estivesse com o Senhor! Estar com o Senhor passou a significar morte!

Imagine esse cenário. Uma manhã, depois do café da manhã, digo a Violet, tudo bem, quero passar algum tempo com o Senhor e depois vou para o meu quarto. Então ela ouve uma batida na porta. Ela abre a porta e vê dois nossos amigos muito próximos. Com um grande sorriso, ela os convida a entrar. Então a amiga pergunta: “Onde está Imanuel?” Violet diz: “Ele simplesmente foi ficar com o Senhor!”

O que você acha que nossos amigos pensariam? Eles ficariam chocados! E mais do que as notícias, eles ficariam chocados com o jeito despreocupado e descontraído e com um sorriso feliz ela transmitiu a notícia. Você quer viver de uma maneira que sua esposa ou marido fique pelo menos um pouco triste quando morrer, sem se alegrar.

E isso realmente aconteceu. Certa vez, minha esposa e eu fomos assistir a um culto de véspera de Natal em nossa igreja. Estava lotado. Não me lembro como aconteceu, mas nos separamos. Pode ser que eu fui ao banheiro e ela foi procurar um lugar. Mas quando voltei, olhei em volta e não a encontrei.

Ela não estava no nosso lugar de sempre. Você sabe como é; todos nós temos nossos próprios assentos. O culto começou e eu apenas me sentei onde encontrei um lugar.

Minha esposa estava se sentindo desconfortável o tempo todo durante o culto. Uma senhora sentada ao lado dela deve ter notado isso, e perguntou: “Você está bem?” Minha esposa, com um sorriso, disse a ela: “Sim, estou bem. Acabei de perder meu marido ”.

Mais uma vez, você pode imaginar o choque que a senhora deve ter sentido com a maneira como minha esposa transmitiu a notícia! Sendo muito educada, como você deve ser quando está no culto da igreja, ela começou a expressar sua simpatia. Minha esposa contou a ela o que realmente havia acontecido e tenho certeza de que eles riram muito, como nós dois tivemos quando ela me contou a história!

Mas o que quero dizer é que não precisamos esperar até morrermos para desfrutar do céu. No momento em que aceitamos o Senhor, já estamos no céu. Veja o que a Bíblia diz: “Mas por causa de seu grande amor por nós, Deus, que é rico em misericórdia, nos fez viver com Cristo mesmo quando estávamos mortos em transgressões … E Deus nos criou com Cristo e nos sentou com ele em Jesus. os reinos celestiais em Cristo Jesus ”( Efésios 2: 4-6 ).

A vida eterna para o crente não é torta no céu que começa somente depois que morremos. À medida que continuamos a crescer em nosso relacionamento com Deus, passando o tempo diariamente em Sua Palavra e servindo ao Senhor, desfrutamos de todas as bênçãos do céu aqui e agora.

Quando uma pessoa entra em um relacionamento com Deus, ela tem a certeza do céu. Mas, à medida que ele continua a crescer nesse relacionamento, o céu se resume a ele e ele experimenta essa alegria do céu cada vez mais. Se fizermos conhecê-Lo, amá-Lo e servi-Lo como nossa prioridade, as coisas deste mundo ficarão estranhamente obscuras e seremos capazes não apenas de apreciar nossas bênçãos espirituais, mas também de apreciar esta vida e as coisas desta. mundo, e nossa vida será cada vez mais cheia da alegria e paz que Deus deseja que tenhamos.

Jesus disse que eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância ( João 10:10 ). Nossa vida é, deve ser, cheia de alegria e paz, emoção e exuberância! Nós temos a verdadeira alegria; nós temos a verdadeira razão para celebrar e aproveitar a vida. Não precisamos andar tristes como saduceus ou como um fariseu em jejum! Deixe que os outros vejam sua alegria. Deixe os outros experimentarem sua alegria. Quando entramos em uma sala, todo rosto deve se iluminar com um sorriso!

Não precisamos esperar até morrermos para desfrutar do céu. “O céu desceu e a glória encheu minha alma”. Não quando eu morrer. Mas “quando na cruz meu Salvador me salvou” !!

Nossa Conclusão:

Céu: Nossa Abençoada Segurança

Desde o início desta série, nosso tema principal tem sido “Bem-aventurada segurança de que Jesus é meu, ó que antecipação da glória divina”! Não deixe ninguém roubar sua cabra! Não deixe que todas as mentiras que ouvimos ao nosso redor roubem sua garantia de vida eterna, roubem sua alegria de salvação.

Quando surgirem dúvidas, pense nas coisas sobre as quais falamos. O cristianismo é apenas a religião que faz sentido. É a religião lógica, a religião do senso comum. Se você tem algum senso comum, não tem escolha a não ser aceitar isso como a única verdade. Como Pedro disse, este livro tem as palavras da vida eterna, para onde mais podemos ir? Ou, não há outro nome dado sob o céu entre o homem pelo qual possamos ser salvos.

Se você ainda não aceitou essa verdade, agora é a hora de fazer isso. E se você já tem, tenha certeza da verdade e desfrute da luz da verdade.

O Céu: Nossa Excitação

Quando você está realmente animado com alguma coisa, o que você faz? Eu posso lhe dizer uma coisa; você não pode ficar quieto sobre isso! Um domingo, depois que os cultos da igreja, os pais pegaram a menina de quatro anos da classe da escola dominical. Ela estava radiante.

Assim que entrou no carro, ela disse aos pais: “Mamãe, papai, você sabia, minha professora da escola dominical é a avó de Jesus”. Os pais ficaram realmente surpresos ao ouvir isso e perguntaram: “Querida, como você sabe disso?” Ela respondeu: “O tempo todo ela continua falando sobre Jesus e continua mostrando Suas fotos”.

Esse é o tipo de professor da escola dominical que você deseja para seus filhos e netos! Confira todas as bolsas femininas aqui e você encontrará fotos de seus netos. Estamos muito animados com nossos netos. Temos oito, variando de dezesseis a dois. Mas a garota tem razão. Se você está animado com algo ou alguém, não pode ficar quieto.

Você está animado com o céu? Quando foi a última vez que você compartilhou sobre o céu com alguém?

Céu: nossa prioridade principal

Meus amigos, este não é o nosso lar. Nós partiremos, mais cedo ou mais tarde, mais cedo do que podemos pensar ou imaginar. Tudo o que fazemos aqui é no contexto do céu. Como Paulo disse, se você come ou bebe ou o que quer que faça, faça tudo pela glória de Deus.

Você pode ter ouvido a frase, ele é tão divino que não é bom na terra! Isso certamente não é verdade. Como CS Lewis disse, aqueles que deram o maior contributo para o avanço da cultura e o aperfeiçoamento da humanidade foram pessoas que viveram por valores eternos. Isso certamente é verdade. Caso contrário, você seria muito egoísta, egocêntrico e viveria sob a perspectiva do sol, e mais miserável e tudo sem sentido.

Temos que aproveitar ao máximo a curta vida que estamos aqui na terra e apenas o cristianismo fornece o caminho para tornar sua vida mais significativa, tanto para esta vida na terra quanto para a vida após a morte. Se você não tem uma mente celestial, não é um bem terreno.

Havia um velho sábio que vivia a vida simples em um lugar isolado. Ele era conhecido por toda a sua sabedoria e muitas pessoas fizeram uma visita para aprender com ele. Era uma vez um turista da América veio visitá-lo. O turista ficou realmente surpreso ao ver a simplicidade do velho. Ele perguntou: “Professor, como você pode viver assim? Você não tem cama, nem móveis, nem utensílios.

O professor em resposta perguntou ao turista: “Meu amigo, você me pergunta onde estão meus móveis ou outras coisas. Mas tenho que perguntar onde estão seus móveis, sua cama, seus utensílios? O turista foi pego de surpresa. Ele disse: “Professor, sou apenas um turista, estou aqui por pouco tempo, estou apenas passando”.

“Eu também, meu amigo, eu também”, respondeu o professor.

Meus amigos, se você não se certificou do céu, ainda não é tarde demais. Se você não está animado com o céu, agora nunca estará.

Existem apenas dois propósitos que o Senhor nos permitiu continuar vivendo na terra. Um está nos preparando para o céu. Diariamente não estamos nos aproximando da sepultura, estamos chegando mais perto do Senhor e diariamente estamos nos tornando cada vez mais parecidos com Jesus. E dois, estamos sendo abençoados com as pessoas ao nosso redor, compartilhando a alegria do Senhor com elas. A maior bênção da vida do crente na Terra não é que ele é abençoado, mas que ele é uma bênção.

Meu Jesus, eu Te amo, eu sei que Tu és meu;

Por Ti todas as loucuras do pecado, renuncio

Meu gracioso Redentor, meu Salvador és Tu;

Se alguma vez te amei, meu Jesus, é agora

Eu Te amo porque Tu me amou primeiro

E comprou meu perdão na árvore do Calvário.

Eu Te amo por usar os espinhos na Testa;

Se alguma vez te amei, meu Jesus, é agora

Eu te amarei na vida, eu te amarei na morte,

e te louvarei enquanto você me der fôlego;

E diga quando o orvalho da morte estiver frio em minha testa:

Se alguma vez eu te amei, meu Jesus, é agora.

Nas mansões da glória e do prazer sem fim,

eu sempre te adoro no céu, tão brilhante;

Vou cantar com a coroa brilhante na minha testa;

Se alguma vez eu te amei, meu Jesus, é agora.

William Ralph Featherston, 1864

Oração

Pai Celestial, obrigado por sua história não terminar com as más notícias do lugar para onde ninguém precisa ir, mas com as boas novas do lugar onde todos são bem-vindos.

Obrigado por sua graça e amor por nós, por toda a humanidade, você proporcionou o caminho para entrar neste lugar. Obrigado por essa verdade revelada a nós por meio de sua Palavra escrita e tornada possível por meio de sua Palavra Viva, nosso Senhor Jesus Cristo.

Nossa oração é que fiquemos empolgados com este lugar que você preparou para nós, que o compartilharíamos com aqueles que ainda não aceitaram o caminho, que viveríamos com grande esperança e expectativa daquele lugar, diariamente, se preparando para ele e preparado para encontre nosso Salvador com quem passaremos a eternidade. Na sua presença, há plenitude de alegria e prazeres eternos à sua mão direita.

Você deseja pregar com conhecimento e sabedoria? Realize Sermões que edificam! [BAIXE GRÁTIS]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *